Stress: como lidar com ele

Stress

Cada vez mais o stress faz parte da vida dos executivos, que têm sido demandados por produtividade e performance, a dificuldade em equilibrar vida pessoal/profissional,o que ajuda a elevar mais ainda os índices de stress.

Por um lado as empresas pressionam por resultados, e os indivíduos ainda possuem questões pessoais e familiares de outro. Toda essa pressão pode trazer consequências para o dia a dia, além de riscos para o próprio desempenho profissional:

– Comprometimento do sistema imunológico, insônia, depressão, ansiedade, irritação, enxaqueca, diminuição da capacidade cerebral, dores corporais, cansaço, falta de memória, problemas cardíacos, são comuns e mais intensos à medida que sobem na escala do poder organizacional.

Gerenciar tempo e emoções, delegar com eficiência e saber priorizar, fazer escolhas congruentes com seus valores, utilizar instrumentos que possam antecipar riscos e técnicas específicas de equilíbrio e relaxamento são imprescindíveis para equilíbrio do stress, que causa diferentes respostas em cada indivíduo.

Autoconhecimento e consciência podem evitar riscos e ajudar numa vida mais segura, saudável e feliz. Reflita sobre as questões abaixo e perceba se algumas atitudes podem recompor e reequilibrar seu sistema, pois é importante a interpretação que damos aos eventos e as escolhas que fazemos:

É viciado pelo sucesso e poder?
O que é mais importante nesse estágio de vida e carreira?
Como lida com o stress da equipe, dos pares, da “cúpula”?
E em relação à demanda dos clientes?
Existem possíveis trocas/compensações para obter mais equilíbrio em sua vida pessoal? Faz alguma coisa a respeito?
Sua profissão gera satisfação e felicidade? Se responder “Não”, o que pode fazer para mudar?

E algo fundamental: dedique um tempo só para você. Sempre dou as recomendações a seguir, com excelentes resultados:
ETAPA 1 – Faça um relaxamento profundo quando chegar à noite, após um banho demorado.

ETAPA 2 -Em seguida, por alguns minutos, algumas respirações bem lentas, profundas e diafragmáticas.

ETAPA 3 -Termine com uma meditação. A técnica é bem simples e não possui nenhum vínculo religioso: sente-se confortavelmente, encostado, coluna ereta, mas relaxada, olhos fechados. Apenas siga sua respiração. Não altere nem controle, apenas siga a respiração. Se surgirem pensamentos, diálogos internos, imagens, imagine que estão passando fora de você, como um rio… Não lute contra eles, apenas observe e deixe passar, voltando à sua respiração. Permaneça assim por 10 minutos.

A meditação libera hormônios como a serotonina, endorfina e dopamina que estimulam a criatividade, mente alerta, disposição, bem estar e serenidade.

Escrito por Lucy Cintra

Compartilhe este post: